Ushuaia | Lua de Mel

Olá meninas ♥ Já faz um tempinho que não faço post de “lua de mel das leitoras”, mas para nossa alegria, duas leitoras lindas me enviaram seu destino de lua de mel para compartilhar com vocês, yeahhh!!!

Hoje vamos ver e conhecer um pouco sobre o destino escolhido pela Ana e o Ian, Ushuaia que fica no sul da Argentina, mais conhecido como “Fin del mundo” e vocês irão entender o porque rsrs =) Mas para ser sincera bem que eu queria ir para esse fim do mundo maravilhoso!

Ushuaia é uma cidade da Argentina e capital da Província da Terra do Fogo, apesar de ser um lugar muitooo frio. O nome teve origem do idioma indígena yagan: ushu + aia (fundo + baía = baía profunda) e é pronunciado em castelhano, que por sinal é uma língua românica do grupo ibero-românico, acho que é por isso que acho a pronuncia linda! Localizada a 3 mil km de Buenos Aires a capital argentina, Ushuaia está a sudoeste da Ilha Grande da Terra do Fogo, aninhada entre as encostas do cerro Martial e do monte Olívia e debruçando-se sobre a Baía de Ushuaia, no limite setentrional do canal de Beagle. Sendo também a capital da  Antártida e Ilhas do Atlântico Sul, e capital e o único município do Departamento Ushuaia. O departamento e, por conseguinte, o município, possui uma área de 9.017 km², incluindo a Ilha dos Estados e alguns ilhotes no canal de Beagle. 

Agora que aprendamos um pouco sobre esse paraíso chamado Ushuaia, o que de fato, acho muito importante, aí vai umas dicas para você que quer investir nesse destino!

como chegar

~ De avião ~

O Aeroporto Internacional de Ushuaia – Malvinas Argentinas é um aeroporto de pequeno porte, que recebe poucos voos diários e não tem muita estrutura para os visitantes, mas de avião é a forma mais fácil de os brasileiros chegarem a Ushuaia. Para isso, o primeiro destino é o Aeroparque, em Buenos Aires pois  é inevitável fazer uma conexão em solo argentino. O voo entre Buenos Aires e Ushuaia dura em torno de 3h45min. Saindo do Brasil, é possível utilizar o combo TAM/LAN, presente em inúmeras cidades brasileiras, ou a Aerolíneas Argentinas, que opera em algumas cidades brasileiras (entre elas São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília).  

Após a chegada a opção para ir até o centro da cidade são os táxis, uma corrida entre o aeroporto e o centro custa cerca de US$ 10 e dura aproximadamente quinze minutos, pois o  aeroporto de Ushuaia fica bem próximo do centro da cidade, a cerca de 7km. 

Um detalhe importante a respeito do retorno é que ao deixar Ushuaia você tem que pagar uma taxa, por esse motivo é necessário chegar ao aeroporto com antecedência, pois, além do despacho de bagagem ou check-in, há fila para o pagamento dessa taxa. O valor da taxa é de $28 e não está inclusa no valor da passagem. 

~ De carro ~

Muitas pessoas escolhem o carro como meio de transporte para a cidade, os aventureiros amam! Apesar não parecer uma maneira convencional, é muito comum viajantes chegarem a Ushuaia por terra. O único acesso  por via terrestre é  Ruta nº 3, que se inicia em Buenos Aires, a cerca de 3.000km de distância. A Ruta nº 3 faz parte do sistema de rodovias Panamericanas, que se inicia no Alasca (EUA). Aquela rodovia super famosa onde muitos aventureiros iniciam suas jornadas de viagem. É indicado para quem se arrisca viajando no inverno, carros com tração, além do uso de pneus especiais (que evitam a derrapagem). Viajar de carro exige maior cautela devido ao gelo na pista, mas apesar da complicação vale destacar que a recompensa é maravilhosa pois a rota conta com um visual incrível!

Sem Título-1

Tierra de Leyendas

Apesar de ser uma cidade pequena, com pouco mais de 50 mil habitantes, Ushuaia tem vários passeios para fazer, bons restaurantes, além dos locais para compras e cassinos. Para quem curte baladas a noite a cidade  é fraca por ela ser uma cidade mais diurna que noturna, mas exite um local chamado Dublin que é o lugar certo quem quer beber, se divertir e fazer amizade. Se você está fugindo de lugares agitados programe a noite para descansar, fazer umas comprinhas, jantar em um dos ótimos restaurantes da cidade e claro  caminhar pela Av. San Martín . 

Para quem está indo em busca de tranquilidade e dispensa os esportes radicais, além de desfrutar da beleza deslumbrante do local você tem a oportunidade de  conhecer lugares incríveis… Comece caminhando pela orla no Canal Beagle, onde você poderá admirar a Cordilheira dos Andes e o Porto de Ushuaia, onde está a legendária placa do “fim do mundo”. Com a saída do Porto começa o passeio pelo Canal Beagle, que permite conhecer alguns pontos de interesse, como a Ilha dos Lobos e o Farol Les Eclaireus. Você também pode optar por uma visita guia ao Museu Marítimo (antiga prisão), ou um passeio no Trem do Fim do Mundo, que conta a história de Ushuaia e leva ao belíssimo Parque Nacional Tierra del Fuego, ideal para caminhar e admirar paisagens naturais. O parque é tão grande e bonito que rende um dia de passeio. Se você gostar de história e quiser se aprofundar mais ainda, outras opções culturais são o Museu do Fim do Mundo, o Museu Yámana e a Galeria Temática Pequena História Fueguina.  

O melhor desse destino é que mesmo com o tempo fechado as atividades ao ar livre são o forte da cidade. Mas aproveite bem o quando o tempo estiver aberto e suba ao Glaciar Martial de teleférico (ou caminhando, se tiver fôlego para subidas), e curta a vista para o Canal Beagle, Ushuaia e a Cordilheira dos Andes, é praticamente certo ver neve lá em cima mesmo que seja verão. E a  paisagem vale super a pena é deslumbrante! Se tiver preparo físico, talvez você encare a ida ao mirante do Glaciar Martial, que leva mais duas horas de subida e é mais fácil de ser feita durante o verão, pelo volume de neve ser menor. Na volta, uma parada estratégica na La Cabaña para tomar um chazinho quente é a melhor pedida!

Para os aventureiros de plantão vocês tem várias opções de passeios para fazer na cidade, entre eles os de 4×4 que levam aos belos lagos Fagnano e Escondido e o trekking no Lago Esmeralda, que surpreende pela cor da água. Um passeio bastante popular no verão é a Pinguinera; mas, se sua viagem for no inverno, reserve alguns dias para curtir a neve nos centros invernais. O Cerro Castor, o local mais conhecido para prática de esqui e snowboard, é ideal para brasileiros começarem nos esportes de neve; se você se identifica mais com o esqui “plano”, o cross-country, o local ideal é o  centro invernal Tierra Maior. 

E a melhor forma de aproveitar com calma tudo aquilo que o lugar oferece, é ficar 4 ou 5 dias na cidade; e já viajar com um roteiro em mente, se a ideia é esquiar, acrescente no roteiro alguns dias exclusivamente para atividades na neve. Apesar do frio, não desanime e corra para fora da cama para agitar seu dia!


sem-tc3adtulo-11


“Apesar do o nosso casamento religioso ter sido em Maio, só conseguimos marcar nossa lua de mel para Agosto. O Ian me perguntou se eu preferia praia ou neve, e como eu não conhecia a “neve”, essa foi minha escolha. A partir daí, nossa prioridade seria esquiar.
O Ian pesquisou e me mostrou nosso destino: Ushuaia – sul da Argentina, por 7 dias. Foi uma viagem excelente, a estação de esqui é bem grande e muito boa (foi a primeira vez que esquiei. O Ian já é fera no snowboard, eu até tentei, mas só consegui umas voltinhas no esqui mesmo haha. Experiência maravilhosa!)

O lugar é muito turístico. Ficamos em um hostel (casa Del Alba), que tem quartos reservados com banheiro, e aquecedor (claro!). A localização era boa, conseguíamos ir a pé para muitos lugares e tinha um Carrefour pertinho. Além da atenção que ela tem com os hóspedes.

Fizemos um passeio de barco, onde vimos alguns animais marinhos. Esse passeio, no verão, inclui a visita aos pinguins (uma pena não ser possível no inverno). Três dias foram esquiando e só não fomos mais porque ficamos muito doloridos rs.
Visitamos o parque nacional (onde é possível fazer um passeio de trem) e também o glaciar martial (onde no verão é possível ver uma geleira enorme, mas no inverno a neve impede essa vista, ainda sim, vale o passeio). Tentamos visitar a famosa árvore moldada pelo vento, mas o acesso estava terrível, então fomos para outro local com algumas dessas árvores. E por fim, fizemos o passeio com os huskys e é incrível – indicamos os “Siberianos del fuego”. Os cães super dóceis e o pessoal muito receptivo e atencioso.

Para quem procura uma comida gostosa com preço bom, indicamos o El Turco (fica na San Martín, principal rua de comércios).

Não é uma viagem muito barata, mas vale a pena! Para quem não faz questão de esquiar, indico ir no verão, para mais opções de passeios. Na ida e na volta fizemos (longa) escala em Buenos Aires e pudemos aproveitar ainda mais nossa lua de mel!!!”


Eu amei essa aventura congelante cheia de amor e fotos incríveis e tenho certeza que vocês também vão ♥ 

sasasaaa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s